CAMPEÃO NACIONAL de Arlequim Português

Espaço dedicado ao Canário Arlequim Português, desde as nossas Criações, ás Exposições e ao Futuro desta jovem Raça.

Telemóvel: 968 094 048 / e-mail: goncaloferreira.canarios@gmail.com

março 28, 2010

No regresso das Exposições


"A época das exposições é apenas iniciada, em qualquer criadouro profissional ou amador, mesmo se nestes últimos em medida mais limitada, têm-se iniciado um período de intensa atividade, no qual a cada semana os pássaros são enviados ou retornam das exposições.

Estes exemplares que estão para receber ou já receberam maltratos de viagem, contactos com outros pássaros, alimentos e tratamentos nem sempre adequados, choques psicológicos pela presença prolongada de gente numerosa e temperatura e ambientes muito quentes ou muito frios, mudanças de temperatura e correntes de ar, todos elementos negativos para o equilíbrio e a saúde física de um pássaro, que poderão ter consequências decorrentes de exposições sucessivas, sobre seu rendimento reprodutivo.

Há necessidade de particulares atenções sobre estes elementos negativos.

É boa norma antes de enviar pássaros às exposições, dar-lhes condições de superar sem consequências danosas todos os riscos citados, de tratar preventivamente com um bom desinfetante ou algum antibiótico adequado, de largo espectro de ação, fortemente vitaminizado, bem como isolar os pássaros ao retorno das exposições, mantendo-os em observação por um suficiente período de tempo, a fim de evitar introduzir na criação qualquer tipo de doença.

Igual precaução deve ser tomada em relação a todos os pássaros recém adquiridos.

Quem não adquiriu o necessário para o seu programa reprodutivo da nova estação de cria, tem que faze-lo o mais rápido possível, seja porque pode escolher melhor, seja porque as novas aquisições necessitam para adaptar-se aos novos locais, companheiros, proprietários e sistemas de criação, de muito mais tempo que um amador pense.

Uma aquisição tardia é sempre mais custosa e nem sempre satisfatória em relação às qualidades requeridas pelo criador, além disso constitui-se num risco, não tendo ele tempo para estudar e conhecer as qualidades e defeitos do pássaro adquirido, assim como desfruta-lo no melhor de suas possibilidades.

É necessário também ter consciência de que as novas aquisições, mesmo nada havendo a se objetar do ponto de vista sanitário, estavam imunizadas contra os insídios de uma carga bactéria específica da criação de origem, e que na nova poderia entrar em crise por uma taxa diferente de germes por intensidade e especificidade, que ao organismo destas novas aquisições requeria algum tempo para aprontar as defesas imunológicas necessárias para enfrenta-los com sucesso.

Em caso de subjugação a estas bactérias por escassa reação imunológica do pássaro, por causa do cansaço, stress, choques psicológicos, doenças latentes, é necessário intervir logo com uma associação antibiótica de largo espectro para ajudar o pássaro a superar a crise e impedir que o desenvolvimento agudo de uma doença infecciosa ou difusa dizime a criação. "

(copyright “Ucelli” – Tradução: Ângelo Nese – Salvador Bahia Revisão de Antonio Carlos Martins Soares)

Revista SOI – 1997
Arquivo Editado em 21/09/2002

Sem comentários:

CAMPEÃO NACIONAL de Arlequim Português

Telm: 968 094 048 / e-mail: goncaloferreira.canarios@gmail.com

Últimas dos Bloggers

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...