CAMPEÃO NACIONAL de Arlequim Português

Espaço dedicado ao Canário Arlequim Português, desde as nossas Criações, ás Exposições e ao Futuro desta jovem Raça.

Telemóvel: 968 094 048 / e-mail: goncaloferreira.canarios@gmail.com

março 28, 2010

4 Tópicos na Criação de Canários

"Ambiente

Um elevado número de canários em um espaço insuficiente acarreta:

-aumento da quantidade de fungos;
-germes patogênicos;
-vírus;
-unidade excessiva;
-muito pó em suspensão;
-excesso de anidro carbônico;
-produtos em putrefação;
-pouco oxigênio disponível.

Para o dimensionamento do criadouro leva-se em conta o seguinte:


V=volume do criadouro em m3, para uma ventilação normal.
P=população do canaril.
C=quantidade de casais

V=0,2 X P; P=8 X C; V=1,6 X C ou C=V/1,6, sendo oito, o número de indivíduos em um casal, admitindo que cada casal gere seis filhotes, portanto 2+6=8.

Exemplo:

Em um local de V=16,8 m3, isto significa um espaço de 2,0X3,0X2,8 metros em dimensionamento, poderemos colocar:

C=16,8/1,6 = 10,5 ou simplesmente dez casais.

Porém, se o local não for forrado, permitindo uma aeração constante, esse número pode ser aumentado para 24 casais.

Higiene

Nas bandejas do fundo, coloca-se jornal para melhor absorção da umidade e que deve ser trocado de dois em dois dias. Lavar diariamente os bebedouros, periodicamente trocar os comedouros, para eliminar poeira das sementes, os recipientes de ração devem ser diariamente limpos para não ser oferecido alimento azedo ou mofado e também a grade de piso lavada pelo menos uma vez por semana.

Sanidade

Ficar atento para toda e qualquer modificação no comportamento do pássaro.

Toda vez que isso acontecer, verifique as fezes, se estiverem bem mole, pastosa, verde, preta ou esbranquiçada, em qualquer uma destas situações você poderá estar diante de um quadro clínico bastante complexo.

Não invente, nem tente fazer mágica, procure um profissional, que através dos exames de fezes irá resolver o problema, lembre que um canário doente pode contaminar todo o plantel, e a consulta não custa mais que todos os seus pássaros mortos.

Lembro neste tópico que peito seco não é doença e sim conseqüência de um progressivo emagrecimento, e isto se dá por vários motivos:

-desnutrição protéica;
-ácaro nasal;
-bactérias diversas;
-micoplasmose;
-micotoxicoses;
-parasitoses;
-protozoozes;
-viroses e
-intoxicações crônicas.

Na canaricultura deve-se evitar a proliferação de qualquer doença, para isso o tratamento preventivo é o mais importante do que o curativo. "

Fonte: Hernando N. Salles
Revista UOVP-Junho 1996
Artigo Editado em 28 Dez 2003

Sem comentários:

CAMPEÃO NACIONAL de Arlequim Português

Telm: 968 094 048 / e-mail: goncaloferreira.canarios@gmail.com

Últimas dos Bloggers

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...